Bioquímica computacional – customizando enzimas

8:14 am Biotecnologia

Enzimas são potentes catalizadores. Elas podem tornar a velocidade de uma reação química bilhões de vezes maior. Porém as enzimas foram designadas, ou melhor, moldadas durante a evolução, para catalizar apenas reações que ocorrem em seres vivos.

Dois papers publicados na revista Nature descrevem pela primeira vez um método from scratch para se criar enzimas que catalizam reações químicas não-naturais. O método envolve o uso de técnicas de modelagem computacional, bioquímica e biologia molecular – por exemplo, métodos quantum-mecânicos, o algoritmo de hashing RosettaMatch e evolução in vitro.

Os autores criaram efetivamente uma enzima que consegue catalizar uma reação não-natural, a reação de Kemp (onde um íon de hidrogênio é removido de uma ligação carbono-hidrogênio), até um milhão de vezes mais rápido que a reação não catalizada.

Agora resta criar um método para criar enzimas customizáveis em larga escala. As aplicações, para a indústria farmacêutica por exemplo, são ilimitadas.