O fenômeno Twitter

10:22 am Desenvolvimento, Inovação, Mobile, Web 2.0

Twitter é a mais nova revolução da Web 2.0. Não tão nova assim em tempo de internet, mas explosiva do mesmo jeito. É uma combinação de rede social e micro-blogging.

Você pode escrever micro-posts (o limite é 140 caracteres). Seus amigos recebem seus posts e podem respondê-los. É altamente viciante (um motivo pelo qual optei por me abster). Você pode enviar posts pela interface web, por aplicações desktop, ou via SMS. A opção de postar pelo celular e o limite de tamanho dos posts encorajam uma comunicação frequente e espontânea, parecida com a de mensagens instantâneas como MSN e Google Talk.

Um diferencial é que seus posts também vão (se você permitir, claro) para uma grande linha do tempo pública. Quando os posts de todo mundo são agregados dessa forma, muitas vezes surge um Zeitgeist instantâneo: tópicos que dominam a atenção coletiva dos Twitters em um dado momento.

No bom espírito Web 2.0, o Twitter disponibiliza uma bela API. Essa API, combinada com a linha do tempo pública, levou a diversas aplicações divertidas. Por exemplo, o Twitterverse é uma tag cloud que mostra as palavras mais frequentes na linha do tempo na última hora. Já o TwitterBuzz mostra os sites mais linkados na linha do tempo. E tem usos mais especializados. O Politweets mede a popularidade dos pré-candidatos a presidente dos EUA com base no número de posts (também chamados de tweets). E os candidatos mais antenados com a internet usam o Twitter para enviar propaganda.

O Twitter também tem utilidade pública. Os bombeiros de Los Angeles começaram a usar o Twitter para postar alertas e coordenar atividades via celular no combate aos incêndios florestais de outubro do ano passado, e ainda usam o Twitter até hoje. Outra aplicação legal (essa eu quero aqui pro Brasil com urgência) é o Commuter Feed, que recebe mensagens de motoristas e posta informações em tempo real sobre o trânsito em diversas áreas metropolitanas dos EUA.

Ah, e o Twitter é escrito em Ruby on Rails ;-)

4 Respostas
  1. Leonardo Kenji :

    Date: abril 17, 2008 @ 10:57 am

    eu tb tenho medo de viciar nesse treco

    interessante que parece que tem um serviço desses de informar sobre o trânsito em alguns GPSs portáteis, mas convenhamos, o celular é muito mais prático e barato

  2. Rafael S. Souza :

    Date: abril 17, 2008 @ 12:55 pm

    Por favor, textos completos nos feeds!

    :)

  3. Clarice :

    Date: abril 17, 2008 @ 1:38 pm

    o twitter é viciante mesmo, e tem mesmo muita coisa inútil, mas a partir do momento que você seleciona quem você quer seguir, pode ser um otimo jeito de se manter atualizado com assuntos que te interessem.

    outra coisa bacana são twitters não de pessoas, mas de temas, blogs, empresas, etc. por exemplo, vocês poderiam fazer um twitter coletivo deste blog e postar só coisas relacionadas ao assunto, ou as chamadinhas para os posts novos do blog, meio como um feed manual (ou eu falei besteira?)…

    tem potencial pacas aí! como tudo, é só usar direito. :-p

  4. Leonardo Kenji :

    Date: abril 22, 2008 @ 2:00 pm

    Oi Rafael, voltamos com os feed integrais.